Qualidade de vida e produtividade: como estão relacionados?

0800 60 Clique para ver

Qualidade de vida e produtividade: como conseguir o equilíbrio?

Por Alexandre Borin

Empreendedorismo

Publicado - 22/06/2021

Baixe nosso material mais recente!

Baixe nosso material mais recente!
Baixar Material
Qualidade de vida e produtividade: como conseguir o equilíbrio?

Sumário

    Já parou para pensar em como a qualidade de vida afeta a produtividade? Quais os impactos disso para seus funcionários? Como ter um equilíbrio entre os dois?

    Qualidade de vida e produtividade no trabalho

    Um dos principais desafios para empresas e profissionais dos dias de hoje é o de manter altos índices de produtividade, numa realidade corporativa cada vez mais competitiva.

    A crença de que essa produtividade só se atinge através de uma dedicação total ao trabalho ainda subsiste na maioria das empresas, sobretudo aquelas em que as lideranças ainda enxergam o ambiente de trabalho como uma extensão da visão centralizadora e unidimensional das suas vidas pessoais.

    Porém, a transformação do Departamento de Pessoal em Gestão de Ativos Humanos é algo que, aos poucos, vai mostrando como essa relação entre produtividade e sacrifício é, na verdade, inversamente proporcional – ou seja, mais sacrifício, menos produtividade.

    Vamos entender um pouco mais sobre como a qualidade de vida e produtividade estão relacionados e, principalmente, como isso pode afetar a motivação dos seus funcionários.

    Como a qualidade de vida dos funcionários afeta a produtividade?

    O trabalho é um dos elementos mais importantes na vida de uma pessoa – afinal, promove não apenas benefícios financeiros, mas também mais conhecimento, oportunidades e até mesmo para conhecer novas pessoas.

    Entretanto, para manter-se produtivo e focado é essencial que se tenha qualidade de vida tanto no ambiente de trabalho quanto em casa. Mas o que exatamente isso implica?

    A qualidade de vida no ambiente de trabalho está diretamente relacionado ao bem-estar do funcionário em diferentes aspectos:

    • Físico;
    • Psicológico;
    • Emocional;
    • Financeiro.

    Parece óbvio, não é mesmo? Atualmente, qualquer organização de sucesso entende que o seu maior capital são as pessoas. Mas, para isso, é essencial que as empresas entendam que se querem funcionários produtivos, é essencial garantir a eles uma boa qualidade de vida.

    Isso porque a relação entre qualidade de vida e produtividade é essencial para eliminar o estresse, diminuir a ansiedade e aumentar o bem-estar no ambiente de trabalho. 

    Tudo isso está relacionado à saúde do seu funcionário. Profissionais estressados e exaustos possuem grandes chances de desenvolver a síndrome de burnout, principalmente aqueles na área de atendimento ao cliente.

    Qualidade de vida e produtividade no home office

    Muitas pessoas tiveram que se adaptar à realidade do home office, sem nunca ter se preparado para isso. E aí veio um grande desafio, tanto para as empresas quanto para os funcionários.

    Por um lado, muitos profissionais estão trabalhando horas a mais, com o intuito de “mostrar trabalho”, já que no escritório era muito mais visível quando você está trabalhando ou não. Mas sabemos como isso pode afetar o bem-estar e, consequentemente, a produtividade e o foco deles.

    Mas como fazer ter produtividade no home office, sem que isso afete a saúde (emocional e física) de seus funcionários? Temos um material exclusivo sobre este assunto.

    Também pode te interessar: Como tornar o home office produtivo – conheça dicas de como se organizar para tornar o home office mais produtivo, evitando distrações e mantendo o foco nas tarefas que precisam ser executadas.

    Como garantir uma boa qualidade de vida no ambiente de trabalho?

    O advento de novas tecnologias com a transformação digital e a rapidez com que a informação trafega só acentuou aquilo que já diziam os nossos avós: não existem duas pessoas iguais, cada um tem o seu valor e o seu próprio talento. E nunca se pagou tanto pelo talento individual como hoje.

    Por isso, novas práticas, ferramentas e soluções gerenciais para minimizar esse “sacrifício” vão ganhando espaço, tornando-se parte fundamental da estratégia de crescimento de empresas e seus profissionais. 

    Exemplos disso são os programas de qualidade de vida, os pacotes de benefícios, o concierge corporativo, as técnicas de ócio criativo e as modalidades de trabalho flexível – tudo com o objetivo de promover um clima de integração e fidelização entre os colaboradores da organização.

    Para concluir com um exemplo, veja um destes conceitos: o “Concierge Corporativo”. Nele, a empresa auxilia os funcionários (e até clientes!) a atingir o equilíbrio entre a vida pessoal e a vida profissional, permitindo que eles terceirizem seus problemas. 

    É um conceito ainda novo no Brasil, mas que já mostra diversos casos em que a produtividade advém do bem-estar, do turnover e absenteísmo reduzidos, da redução de tarefas inúteis e da manutenção do foco nos negócios. 

    A possibilidade do funcionário terceirizar seus problemas, sem qualquer distinção entre problemas relacionados ao trabalho ou à vida pessoal, faz com que o tempo do profissional seja melhor aproveitado, e garante que profissionais de alto custo estejam focados no que realmente importa para a empresa, e para suas vidas.

    Deixe o seu comentário!