E-COMMERCE: 5 dicas para uma loja virtual eficiente!

 
Saiba como ter um E-COMMERCE eficiente
Saiba como ter um E-COMMERCE eficiente

Um dos primeiros passos para quem está começando um negócio é pensar na comunicação! É aqui que entra a construção de um site que transmita, de forma assertiva, a mensagem do seu produto ou serviço.

Basicamente, temos dois tipos de sites. O que é chamado “site cartão”, ou seja, sites mais utilizados para serviços, em que não há a necessidade de interação com ferramentas de vendas e se faz a apresentação do serviço prestado por meio de textos corridos, imagens, fotos, vídeos, infográficos ou outras formas de conteúdo.

E há também o “e-commerce” ou “loja virtual”. Aqui, o grau de complexidade aumenta, pois é preciso fazer a integração do site a ferramentas de pagamento, assim como a logística para que este produto chegue até o cliente.

Se você tem produtos para serem vendidos pela internet, vai precisar de um e-commerce. Portanto, veja cinco dicas que listamos para que você tenha uma loja virtual eficiente!

1)   Contrate uma empresa especializada para fazer seu e-commerce – Atualmente há algumas plataformas de sites “pré-prontos”. Funcionam? Sim, mas até a página dois! São plataformas extremamente limitadas e que “amarram” o seu site a eles, tirando sua liberdade de fazer algumas alterações no que diz respeito a criação do site. Além disso, há limites de espaço, até de produtos a serem inseridos na loja virtual, por isso, são bem mais baratos do que contratar uma agência que faça seu site com um designer e um programador profissional.

Pesquise, peça recomendações, verifique se algum conhecido falou bem ou teve uma boa experiência com determinado prestador de serviços, assim as chances de falhas com você serão bem menores em relação a contratar uma empresa desconhecida.

2)   Utilize formas de pagamento de credibilidade – Algumas lojas virtuais optam por deixar a tela da forma de pagamento diretamente no site, como se o pagamento fosse feito diretamente para a empresa que está vendendo. Em se tratando de pequenos e médios negócios, esta não é uma boa saída! Em tempos de fraudes, golpes e hackers, há muita desconfiança em informar dados pessoais e de pagamento em sites que não sejam muito conhecidos. Se você ainda não é uma Lojas Americanas, Saraiva ou Extra, por exemplo, e mantiver a forma de pagamento atrelada ao seu site, muito possivelmente não venderá como deseja. Portanto, associe suas formas de pagamento a plataformas seguras e de confiança do cliente, por exemplo, o PagSeguro.

3)   Considere os valores de frete nas suas vendas – Se você tem um produto que vende pela internet, vai precisar entregar de alguma forma ao comprador, seja por retirada no local, via Correios ou transportadora, e isso tudo gera custos. A questão é analisar financeiramente se esse custo será repassado aos clientes ou se será absorvido pela empresa que está vendendo. O importante é que essas informações estejam muito bem explicadas e evidentes no seu site para que não haja frustração por parte do cliente.

4)   Teste, teste e teste – Sua loja virtual ficou pronta? Certamente a empresa que fez o seu site vai fazer testes, porém, teste VOCÊ também todo o caminho da compra do seu produto, no seu site. Faça uma compra com boleto, depois outra com cartão de crédito, faça compras com diferentes formas de entrega, passe e repasse por todos os caminhos que o cliente faria para verificar se não há falhas. Inclusive, certifique-se que o checkout seja simples e eficiente, saiba aqui a importância de um checkout transparente. Não espere que a primeira falha seja encontrada pelo cliente!

5)   Monitore seus resultados – No próprio painel de controle do seu site você conseguirá ver o percurso feito pelos compradores e as compras abandonadas. É muito importante olhar essas informações para entender o que está sendo feito de correto e de errado! Há diversas ferramentas que auxiliam a gestão das vendas via e-commerce, pesquise na internet, mas nunca deixe suas vendas jogadas ao vento! Além disso, para que você evite o abandono de carrinhos e consiga recuperar aqueles que já foram abandonados no seu e-commerce, recomendamos a leitura do nosso post sobre como recuperar carrinhos abandonados.

Gostaram das dicas? Esperamos que você possa ter, com elas, melhores resultados!

Abraços e até o próximo post!

Tem uma opinião sobre esse artigo? Compartilhe com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimized with PageSpeed Ninja